Qual a diferença entre transexual, travesti, queer e outros termos LGBT+

Entender cada nova forma de identificação não é uma tarefa fácil, afinal, ano após ano acompanhamos o surgimento de novos termos. Cientes disso, decidimos dar uma mãozinha com relação ao assunto, repassando um pouco de conhecimento sobre as expressões mais difundidas.

Vamos lá?

O significado da sigla LGBT+

Ficou no passado a época em que a sigla GLS (Gays, Lésbicas e Simpatizantes) era utilizada para definir pessoas, serviços, produtos e locais. Afinal, o termo além de excludente, categoriza tudo como “gay”.

Atualmente a sigla mais utilizada e aceita é a LGBT+, que não somente engloba Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros, como também todas as outras identidades de gênero e sexualidades (+).

“Há alguns anos a sigla LGBT passou a ser adotada, por englobar também bissexuais, travestis e transexuais e trouxe o L, de lésbica, como letra inicial para destacar a desigualdade de gênero que também diferencia homossexuais femininas e masculinos.”

(via Desacato.)

Entendendo os termos LGBT+

1

Agora que você já conhece a sigla com um todo, vamos desmembrar cada termo e conferir seus significados separadamente.

Vale citar que baseamos a ordem dos termos listados em interligações ou semelhanças entre os mesmos! Confira:

Cisgênero

Identidade de gênero de acordo com a socialmente atribuída. Em resumo, homem ou mulher heterossexual.

Agênero

Identidade de gênero neutra.

Gênero fluido

Pessoa que transita entre as identidades de gênero dependendo da fase da vida. Por exemplo, se entende como homem na adolescência e mulher no início da vida adulta.

Andrógeno

Expressão de gênero que transita entre homem e mulher. Andrógenos aderem a um visual que combina cabelo, roupas e acessórios de ambos os sexos.

Não binário

Expressão de gênero além do homem e mulher, autointitulado como algo completamente diferente.

Gay

Homem atraído sexualmente ou afetivamente por homens.

Lésbica

Mulher atraída sexualmente ou afetivamente por mulheres.

Bissexual

Atração sexual por homens e mulheres.

Pansexual

Atração sexual ou afetiva por qualquer sexo e identidade de gênero.

Assexual

Desprovido de desejos sexuais, independente do sexo.

Intersexual

Utilizado no lugar do termo “hermafrodita”, serve para definir a pessoa que possuem ambos os órgãos sexuais, masculinos e femininos

Travesti

Pessoas que nasceram no gênero masculino, porém se identificam como pertencentes ao feminino. Vale ressaltar que, nesse caso, as mesmas não se consideram mulheres.

Transexual ou transgênero

Pessoas que nasceram com determinado gênero, porém se identificam como pertencentes ao oposto. Aqui a questão é ligada ao psicológico, e não ao físico, que pode acabar sendo adequado através de procedimentos.

Crossdresser: 

Uso de roupas e acessórios do sexo oposto, como fetiche, porém sem modificações permanentes.

Drag Queen e Drag King

Uso de roupas e acessórios do sexo oposto para performances artísticas, independente se por heteros, gays ou lésbicas. 

Queer

Antes uma ofensa, atualmente é propriedade da própria comunidade LGBT+ para designar pessoas que não se encaixam na imposição de heterossexualidade ou cisgeneridade.

Faltou algo em nossa lista?

Agora que já estamos por dentro do conceito básico por trás de cada nomenclatura, resta a seguinte questão: você sentiu falta de algum termo em nossa lista? Aproveite a área de comentários para completá-la conosco!

Relacionados:

As 10 transexuais mais famosas do Brasil
Qual a diferença entre transexual, travesti, queer e outros termos LGBT+
Como fica a vagina de uma mulher trans operada
Como perguntar se uma garota é trans sem ofender

Compartilhe esse post:

JP
JP
Nascido em meados da década de 90, escreve para sites e blogs desde 2009, abordando temáticas variadas da forma mais autêntica possível. Amante de música eletrônica, vida noturna e, o elemento não pertencente ao conjunto, cultura nerd.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *